FlogVIP Login: Senha: Ajuda? | Crie seu FlogVIP
/hellen9
Sobre * hellen9
Montes Claros - MG

Presentear FlogVIP
Denunciar

Últimas fotos

07/01/2016


02/04/2015


21/03/2015


07/11/2014


10/05/2014

« Mais fotos


Pesquisar

Visitas
Hoje: 23
Total: 158.475

Feed RSS


« Anterior 02/04/2015 - 01:01 Próxima »
Talvez um dia a gente entenda que certos afastamentos, por mais dolorosos que sejam, servem para evitar dores maiores.
tenho em mim todas as marcas que o tempo me presenteou. Sim, tenho todas elas como presentes pois somente com elas sou capaz de reler minha vida, rever minha história, reviver meus momentos. Tenho marcas profundas que não podem ser vistas ou tocadas, não porque eu não queira, mas por serem marcas tão sentimentais, tão pessoais, que não se permitem exibições ou amostras. Essas são marcas carregadas no meu mais profundo sentimento, no meu mais reservado porto seguro. Estão nos sonhos que pude sonhar e naqueles que realizei. Estão nas memórias de um tempo bom que só o passado conhece. Trazem consigo cores boas, muito vivas e coloridas, de tempos áureos e memoráveis. Trazem para mim o conforto de abraços sensíveis à minha jornada, caminhada e desafios. Trago minhas histórias, tão verdadeiras que nem os melhores contos poderiam descrever.

"Ontem eu me matei. Enterrei no passado tudo o que eu fui e me atormentava. As culpas, as histórias que não deram certo, a passividade diante de relações abusivas. Morri junto com algumas escolhas e renasci com outras. Sem luto e sem saudade eu abri mão do que eu achava que era, pra encontrar quem eu realmente sou. Foi uma mudança lenta e dolorosa, porque existia muito medo de sair da zona de (des)conforto e confrontar meus problemas e todas as pessoas que me faziam me sentir pior do que eu já estava. Não dá pra ir além do que é sem se doer com isso, não dá pra se tornar melhor sem abrir mão de gente que desperta o nosso lado mais feio e destrutivo, não dá pra crescer e amadurecer sem cair muitas vezes. A capacidade de se reerguer é que nos mostra quem somos e o que podemos alcançar. Ontem eu morri e nasci de novo. E agora, depois de deixar tantas coisas pra trás, eu me sinto preparada pra criar uma versão mais bonita e feliz de mim mesma."

Karla Tabalipa

"Se você não parar exatamente agora, irei me apaixonar. Vou entregar todos os pontos, vou abrir o mais largo sorriso, vou atender todas as suas ligações, vou responder todas as tuas mensagens, vou querer te dar a mão para me sentir segura na rua, vou só conseguir dormir em conchinha para anteceder o sonho. Vou expor todos os sintomas de uma apaixonada. Mudaremos o domingo para a nossa cama, sem pressa de levantar, tardaremos todos os horários. Redescobriremos novos filmes, os novos poetas irão compor canções para ouvirmos. Irei de novo contar o tempo de soltar o “eu te amo” e sempre será na hora errada, cedo ou tarde demais. Meu guarda-roupa começará a ter peças suas misturadas com as minhas, e nossos cheiros darão um novo ar para minha casa. De repente, estaremos fazendo planos, replanejando sonhos, revendo as possibilidades. E o melhor: podemos incluir todas as coisas novas para o amanhã, o amor nos dirá que sempre será possível. Pare. Meus poemas se resumirão a todos os teus detalhes. E agora não quero escrevê-los, quero descobri-los."

Cáh Morandi

"Você não tem apego a pessoas, lugares e objetos. Você tem apego à energia que circula em você na proximidade de pessoas, lugares e objetos. Se sua energia sempre oscila de acordo com as oscilações dos outros e da vida, você sempre será refém. Pesquise e experimente práticas contemplativas para ficar íntimo do seu mundo interno, serenar, treinar a atenção, se emancipar emocionalmente, tornando-se menos reativo e mais estável. Com essa autonomia de ânimo, começamos a mendingar menos e oferecer mais."

Gustavo Gitti

Se a gente juntar com a pá migalhas e farelos, o pó e os cacos que sobraram de nós dois, acho que faz um inteiro. Será que não? E aí? Que tal? Vamos? Como soa dividir comigo essa existência idiotamente ridícula, morna, real, estúpida, bagaceira e imbecil? Vamos fazer diferente, como ninguém mais sabe fazer, só nós? Diz que vamos, vai.

(Gabito Nunes)


"Destas loucas que colecionam memórias inacabadas. Destas frágeis que quebram. Fortes que choram. Sou destas. Que desacertam. E desertam para florescer outros tempos."

Erica de Paula

"Difícil é manter os pés firmes no chão quando a gente descobre que tem dentro do peito um coração com asas..."

Erica Gaião

"O comportamento do outro de uma forma ou de outra acaba te ensinando que não adianta espernear, se contorcer, nem brigar. Quando um não quer, dois não se dão bem. Tentar acertar contas com o medíocre de alma, ou provar-lhe o contrário, só desgasta e tira nossa imunidade espiritual. Tentar diminuir o outro não torna ninguém um gigante, só nos torna menores que ele. Quando amadurecemos, aprendemos a podar a arrogância e a mesquinhez, a dar chances. Quando amadurecemos aprendemos a tolerar, não porque o outro merece, mas para nos preservar. Quando amadurecemos, aprendemos a arte de dar paz a nós mesmos."

Jackye Monteiro

"O mais importante numa decepção: as experiências passam, mas o aprendizado aguarda o momento certo do aprendiz."

Marla de Queiroz

"A primeira lição está dada: o amor é onipresente. Agora a segunda: mas é imprevisível. Jamais espere ouvir “eu te amo” num jantar à luz de velas, no dia dos namorados. Ou receber flores logo após a primeira transa. O amor odeia clichês. Você vai ouvir “eu te amo” numa terça-feira, às quatro da tarde, depois de uma discussão, e as flores vão chegar no dia que você tirar carteira de motorista, depois de aprovado no teste de baliza. Idealizar é sofrer. Amar é surpreender."

“Não resmungou nem gemeu nem bateu com os pés. Simplesmente engoliu a decepção e optou por um riso calculado - um presente dela para si mesma.”


Comentários
Apenas o dono deste FlogVip pode visualizar os comentários desta foto!

Fotos com mais de 20 dias nao podem ser comentadas.
Últimos cadastros
rakuen
colhendoamigos
dahyun
criandomimmos
ahnmomo
langford
anahi1983
han
nivaldolima
ffcacrush

Mais cadastros »